Ele vendeu tudo o que tinha a troco de Bitcoins e agora espera que as coisas corram bem…

Depois de ter passado umas belas férias, este homem decidiu vender todas as suas propriedades a troco de bitcoins. Agora, vive acampado com a sua família, à espera do melhor.

Didi Taihuttu é um homem que pensa no futuro e que acredita que o dinheiro digital vai ser primordial para as finanças do mundo daqui a uns tempos. Assim, decidiu converter tudo o que tinha na moeda digital.

A bitcoin já está em todo o lado: Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, entre muitos outros países. É uma das criptomoedas mais utilizadas no mundo, já activa desde o ano de 2009.

Desde então, muita gente vê na bitcoin o futuro dos negócios, uma forma moderna de economia que facilita a vida a todos. Há quem já realize as suas compras com elas mesmo…

No caso de Didi Taihuttu, um homem de família de 39 anos que vive com a sua esposa e 3 filhas, começou em 2010 a adquirir bitcoins enquanto dirigia a sua empresa de cursos de computação.

Na época, a bitcoin valia menos do que o euro e Didi havia juntado uma quantia considerável. Em 2013, o valor de uma aumentou incrivelmente quando comparado com o euro e foi nesse momento que Didi decidiu vender todas as suas moedas digitais para obter lucro.

O negócio ia bem e ele conseguiu juntar para passar umas enormes férias com a família – estiveram pela Ásia e pela Austrália numa viagem de uns incríveis 9 meses.

Um dia, ainda de férias, recebeu uma mensagem de um amigo que não sabia que ele tinha vendido todas as suas moedas digitais. A mensagem dizia que a bitcoin havia aumentado de valor até aos 3 mil euros. Um duro golpe nas finanças dele. Didi não desanimou e viu a mensagem como um sinal de que necessitava de regressar ao mundo das criptomoedas. E como voltar a juntar bitcoins quando o valor delas estava no céu?

Fácil: vendendo todas as suas propriedades. A família Taihuttu vendeu TUDO, absolutamente a troco de bitcoins. Foi a casa, o carro, as motas, as bicicletas, a roupa, foi tudo colocado à venda.

Agora, Didi está a viver com a família num acampamento em Venlo, sendo que a situação já se prolonga há 3 ou 4 meses.

Didi assegurou à Business Insider que irão acampar por lá pelo menos até ao ano de 2020. Didi diz que não pode fazer mais a não ser esperar que a sua situação melhore…

Que filme! A verdade é que parecem felizes.