Utilizar uma camisola do Barcelona na Arábia Saudita pode dar 15 anos de prisão!

O Barcelona, enquanto um dos maiores clubes do mundo, é também um dos que factura mais anualmente com a venda de camisolas.

Na verdade, os únicos que vendem mais camisolas são o Manchester United e o Real Madrid. Em 2016, a camisola individual mais comprada foi mesmo a de Lionel Messi.

Assim, é comum vermos muita gente com o 9 de Suarez, o 10 de Messi ou o 11 de Neymar – as cores catalãs estão bem presentes! Difícil é ver onde é que isso é ofensivo, certo? Porque na Arábia Saudita parece ser…

Pois é, na Arábia Saudita não deves ver camisolas do Barcelona e tudo porque quem as usa pode sujeitar-se a apanhar uma pena de 15 anos de prisão!

Devido à tensão e à situação política entre o Qatar e outros países do Médio Oriente, incluindo a Arábia Saudita, as t-shirts do Barcelona estão BANIDAS.

Basicamente, isto acontece porque o Barcelona é patrocinado pela Qatar Airways. Para teres noção de como estão as coisas por lá, vê a seguir a censura que fazem pelo país quando alguma coisa do Barcelona surge:

Esta medida pode ter um efeito forte para as preparações do Mundial de 2022, que terá lugar no Qatar. Felizmente, as novas camisolas do Barcelona poderão ser utilizadas abertamente.

Dia 30 de julho o patrocínio com a Qatar Airwats termina, sendo a Rakuten, companhia de e-comércio japonesa, irá ocupar o lugar da antiga marca na época 2017/2018.

O patrocínio da Qatar Airways, no entanto, foi muito significante – quando foi anunciado que eles iam patrocinar um dos gigantes do futebol, foi a primeira vez que o clube permitiu um patrocínio na camisola na sua história!