Um buraco maior do que a Escócia foi aberto na Antártida

A Escócia é um pais relativamente grande, sendo que tem uma área de cerca de 80,077 quilómetros quadrados. Agora imaginem um buraco desse tamanho: foi exactamente o que aconteceu na Antártida.




É conhecido como uma polínia – uma área de águas abertas rodeada de gelo. Aparentemente, este buraco já foi descoberto nos anos 70 mas hoje, em 2017, encontra-se cinco vezes mais largo do que na época…

Um físico da Universidade de Toronto, Kent Moore, disse à Motherboard: “Isto viu-se a centenas de quilómetros da superfície. Sem um satélite, nem sequer tínhamos visto o buraco”.

Os cientistas estão agora a tentar perceber o que causou o buraco, que é 50 vezes maior do que Londres, para terem uma noção. Não se conhece muito acerca do fenómeno, na verdade.

Enquanto as investigações continuam, as pessoas estão a especular o que provocou a formação desta polínia. Há quem fale em extraterrestres, há quem fale em alterações climatéricas. A verdade é que o Professor Moore insiste que “é prematuro” apontar o dedo para essa direcção.

“Espero que as pessoas vejam o que se formou e que se investigue a situação a fundo: é possível monitorizar a situação por satélites mas para saber realmente o que se passa no oceano, é necessário ir lá”, completou o professor.

Assim, até sabermos oficialmente o que aconteceu, podemos assumir que foram aliens.