Tribunal ordena que o pénis do réu seja medido

Um tribunal de Kapiti (Nova Zelândia) ordenou na passada terça-feira (22/5) que um acusado de agressão sexual tenha o seu pénis medido. A decisão foi tomada depois da alegada vítima ter dado informações sobre o tamanho do malaquias do acusado.

David Scott diz-se inocente. Ele foi acusado de esfregar o seu malaquias nas costas de uma funcionária municipal no ano passado.

De acordo com o site “Stuff.com”, a mulher disse ao juiz que a “coisa” que lhe tocou nas costas media entre 10 a 12 centímetros.

A defesa alega que o que tocou a mulher foi a carteira de David.

O juiz decidiu então pedir a um médico que fizesse a medição do pénis de David com uma régua de madeira. O resultado, porém, não será divulgado publicamente.