A Terra caminha em direcção à primeira extinção em massa desde os dinossauros

Já estamos fartos de saber que a Terra tem sofrido transformações drásticas e agora prevê-se o pior: caminhamos em direcção à primeira extinção em massa desde os dinossauros, há mais de 65 milhões de anos…

O relatório Living Planet, produzido pela World Wildlife Fund (WWF) e pal Zoological Society of London (ZSL) descobriu que a taxa actual de extinção é aproximadamente 100 vezes mais rápida do que o que é considerado normal.

Em 2020, estima-se que as populações de mamíferos, aves, peixes, répteis e outras espécies de vertebrados irão diminuir mais de dois terços num período de apenas 50 anos…

Acredita-se que os dinossauros desapareceram da Terra depois de um meteorito gigante a ter atingido mas o problema que o nosso planeta enfrenta agora é ainda mais sinistro, pois os humanos representam mais perigo do que esse meteorito, ainda que o impacto seja mais lento.

No relatório foram analisados dados de 3,706 espécies e descobriu-se que entre 1970 e 2012 a diminuição em média das populações foi de 58%. De acordo com Mike Barrett, Director Executivo de Programas Globais da WWF, se as coisas continuarem a este sítio, a taxa subirá para 67% no ano de 2020.

O impacto dos humanos é particularmente notável. Os caçadores furtivos representam um grande problema ao matarem enormes quantidades de elefantes africanos, cuja população reduziu de 111 mil a 415 mil em menos de uma década.

Para além disso, as contaminações química afectam imenso os animais, desde as orcas até aos ursos polares, o que a longo prazo pode ter efeitos muito prejudiciais. Com este relatório, o objectivo é também colocar o ser humano em estado de alerta para o que anda a fazer…

Patrick Bergin, director executivo de African Wildlife Foundation, também disse:

“Necessitamos de um importante acto colectivo de vontade para que limitemos as nossas próprias demandas de espaço e recursos com o intuito de podermos continuar a partilhar o planeta com os elefantes, os rinocerontes, os grandes carnívoros, os grandes símios e muitas outras espécies preciosas que são parte integral do nosso mundo…”

A imagem anterior representa perfeitamente a cobardia do homem. É hora de cuidarmos e respeitarmos o nosso planeta…