Sismos alteram o vulcão mais perigoso do mundo: um risco para a humanidade…

O Parque Nacional de Yellowstone, situado nos Estados Unidos e distribuído entre os territórios de Wyoming, Idaho e Montana, é um dos lugares mais surpreendentes do planeta Terra, tanto que contem diversos factores de estudos em prol da ciência.

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

Nos últimos dias, foram muitos os cientistas e investigadores a ficarem preocupados: desde que alguns sismos se fizeram sentir, o super vulcão que se encontra debaixo do solo do parque ficou mais em risco de entrar em erupção, podendo provocar mudanças climáticas em todo o planeta!

Informações oficiais do Observatório Vulcanológico de Yellowstone revelaram que o “enxame sísmico” dos últimos meses tem sido um dos mais prolongados das últimas décadas.

Os registos indicam que 2,475 terramotos ocorreram desde 12 de julho do ano passado, sendo que no mês de setembro registou-se um dos mais fortes, alcançando uma magnitude de 3.2 na escala de Ritcher.

De acordo com estudos realizados recentemente, o super vulcão de Yellowstone entra em erupção a cada seis mil anos e a sua potência pode superar até cinco vezes a dos vulcões “normais”.

Assim, os cientistas temem por todas as formas de vida no planeta, uma vez que uma erupção deste vulcão provocaria um prolongado inverno vulcânico global.

De acordo com a RT Notícias, Michael Poland, um dos cientistas a cargo do estudo, explicou que a actividade sísmica dos últimos meses foi elevada, temendo assim uma possível erupção. Michael indicou também que é difícil definir o número preciso de terramotos ocorridos, porque muitas vezes eles sobrepõem-se e também há alguns demasiado pequenos para serem registados.

A natureza é surreal…