Quanto mais barulho um macaco faz, mais pequenos são os seus tomates!

São muitas as comparações que são feitas entre os macacos e os humanos, quanto mais não seja por questões evolucionárias.

Neste último estudo relativo à vida dos macacos, descobriu-se uma relação entre o barulho feito pelos macacos e o tamanho da sua genitália.

Na verdade, os animais são dos animais mais barulhentos à face da Terra, capazes de gritar e ultrapassar o volume de 140 decibeis.

No caso dos machos, eles podem usar isto em sua vantagem, isto no que toca a chamar a atenção das fêmeas. Mas enquanto que o barulho que eles são capazes de produzir é motivo de orgulho, há um lado negativo nisto: quando mais barulho o macaco faz, mais pequenas são as suas bolas.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Cambridge chegou a esta conclusão após comparar o tamanho dos testículos de muitos deles com o tamanho dos seus ossos hioides, nas suas “caixas vocais”.

Os resultados mostraram uma correlação negativa entre o tamanho dos testículos e o tamanho desse osso.

O antropologista Leslie Knapp, principal autor do estudo, disse: “Descobrimos que os machos com o maior osso hioide, que faz com que o alcance e força vocal sejam maiores, têm testículos mais pequenos e vivem normalmente sozinhos com algumas fêmeas à volta.”

“Macacos com ossos hioides mais pequenos vivem em grupos com mais machos e têm testículos maiores.”

Isto também permitiu retirar uma conclusão acerca da maneira como eles vivem. Os macacos que fazem mais barulho, e que têm testículos mais pequenos, têm uma colecção de fêmeas a quem exclusivamente “acessam” com o intuito de procriar.

Os macacos com bolas grandes, no entanto, costumam estar em grupos e mudam de companheira sexual frequentemente. Não só andam de árvore em árvore, como também mudam de “área” constantemente…

via GIPHY