Parte longínqua da galáxia vista pela primeira vez e os cientistas encontraram algo incrível

Durante décadas, os cientistas têm tentado descobrir como é que a Via Láctea se parece.

Apesar de ainda ninguém ter a certeza, uma nova descoberta pode ter revelado qual é a forma da nossa galáxia. Pela primeira vez, uma parte longínqua da Via Láctea foi vista e agora e possível começar a mapear o seu formato…

A descoberta, publicada no jornal Science, mostra os cientistas a medirem a distância para um grupo de estrelas que se encontram no lado completamente oposto da galáxia.

A equipa usou um grupo de 10 telescópios, espalhados por toda a América do Norte, conhecido como Very Long Baseline Array (VLBA).

Com eles, conseguiram medir a distância para uma zona formadora de estrelas chamada G007.47+00.05, que fica muito longe no Braço de Centaurus da nossa galáxia.

Por isso sim, agora sabemos que a nossa galáxia tem um braço e que não é plano: em vez disso, vai para cima e para baixo.

A técnica, conhecida como ‘parallax’, permite aos cientistas medir distâncias ao repararem como o ângulo entre as distantes regiões mudam quando a Terra está no lado oposto ao Sol: se o ângulo for pequeno, a distância é grande.

Agora sabemos que essa zona longínqua da galáxia fica a 66 anos-luz daqui, baseado em observações relativamente recentes.

Esta descoberta foi parte de um estudo maior chamado ‘BASSAL’. O seu objectivo é medir as distâncias de regiões formadoras de estrelas através da Via Láctea para obter uma vista completa da galáxia que temos nos próximos 10 anos!

O problema, claro está, é que muitas destas regiões estão a um milhão de anos-luz daqui, um valor que é difícil só de imaginar e de ter noção…

Ainda assim, são novidades prometedoras!