Os preservativos “Made In China” são muito pequenos para os africanos



Uma empresa chinesa responsável pelo fabrico de preservativos está a considerar desenvolver preservativos de tamanhos diferentes depois de um ministro da saúde africano ter dito que os preservativos da China são “muito pequenos” para os homens do Zimbabué.

Durante um evento de prevenção ao HIV/AIDS em Harare, David Parirenyatwa, Ministro da Saúde do Zimbabué, disse que os preservativos que são importados da China normalmente não cumprem com as expectativas das pessoas, porque os homens se queixam de que os mesmos são pequenos:

“Esta região de África tem uma alta incidência de HIV e estamos a promover o uso de preservativos. Como é sabido, nós não fabricamos preservativos, sendo que costumamos importar, mas muitas pessoas queixam-se por os mesmos serem muito pequenos”.

Agora, o Ministro apelou às empresas locais para que comecem também a produzir preservativos para que o país pare de depender de importações que não são satisfatórias do ponto de vista do cliente.

O que dizer?