Novo estudo sugere que a Netflix está a matar a vida sexual dos casais

Os “millennials” têm sido acusados de matar algumas coisas que se faziam nos últimos anos e, pelos vistos, agora podemos adicionar o sexo a essa lista.

Um estudo realizado por investigadores na Universidade de Lancaster concluiu que a nova “hora de ponta” da utilização de internet é entre as 22 e as 23 horas, sendo que há uns anos era das 20:00 às 22:00. Ora, isto sugere que as pessoas andam a ver serviços online de streaming, como a Netflix e a Hulu, a horas mais tardias.

O estudo vem com um aviso do Professor David Spiegelhalter, da Universidade de Cambridge, que especulou que os casais estão menos interessados em sexo porque estão viciados em ver televisão na cama…

Apesar de existirem aplicações muito populares a promover, de certa forma, o “sexo instantâneo” – como é o exemplo do Tinder, ironicamente existem mais adultos virgens do que havia anteriormente.

1 em cada 8 pessoas de 26 anos de idade são virgens, de acordo com um novo estudo onde participaram cerca de 16 mil pessoas.

Conclusão? A Netflix anda a matar a vida sexual dos casais. Não deixem que isso aconteça…