A Netflix pagou 105 milhões de dólares para juntar alguns dos melhores atores do mundo num filme que promete…

O que obténs quando juntas Robert De Niro, Joe Pesci, Harvey Keitel e Al Pacino? Um filme do outro mundo. Para além de todas estas lendas referidas anteriormente, também temos um produtor de cinema galardoado com Óscar: Martin Scorsese. Parece bom demais para ser verdade? Pois bem, vai acontecer.

De acordo com o que foi reportado, a Netflix conseguiu assegurar os direitos daquele que será possivelmente um dos melhores filmes da década. Eles desembolsaram uns surreais 105 milhões de euros para terem os direitos do filme ‘The Irishman’ e as pessoas já estão a ficar ansiosas.

Foi reportado que o negócio irá permitir à Netflix partilhar o filme não só com os seus 93 milhões de subscritores como também obter milhões de novos utilizadores. Para além disso, a Netflix já começou a negociar com Scorsese pouco depois de a Paramount Pictures ter desistido do projeto.

De acordo com o Daily Mail, um porta-voz veio dizer que os filmes de Scorsese são conhecidos por serem negócios arriscados e a Paramount não gosta tipicamente de correr riscos. Ao juntar-se à Netflix, o produtor vai poder filmar o que ele quiser.

E do que trata o filme? Pois bem, irá basear-se na vida de Frank Sheeran, um homem envolvido no mundo da máfia que alegadamente está envolvido no assassinato do seu bom amigo Jimmy Hoffa.

Jimmy Hoffa é um dos líderes da união cujo desaparecimento permanece como um dos grandes mistérios por resolver na história da América. A história parece incrível e o lote de atores que vão entrar no filme só nos fazem meter as expectativas lá em cima.

Veremos…