Mulher sem vagina responde a tudo o que tu queres saber em relação à sua condição

Kaylee Moats é uma num milhão. A jovem, que se graduou na Northern Arizona University, não tem vagina. Quando chegou aos 18 anos de idade, Kaylee foi ao ginecologista porque nunca havia tido o período. Aí, o médico ficou chocado ao constatar que ela não tinha útero, cérvix nem vagina.

A condição com que Kaylee nasceu é conhecida como o Síndrome Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser. Muito triste pela notícia, e especialmente por saber que não pode ter filhos, ela está a tentar angariar fundos para uma cirurgia que lhe poderá mudar a vida por completo.

Em entrevista à Barcroft TV, Kaylee revelou como é viver sem vagina…

A cirurgia, que criaria uma abertura vaginal a Kaylee, permitindo que ela tivesse uma relação íntima com o seu companheiro, tem uma taxa de sucesso de 96%. No entanto, a mesma custa cerca de 15 mil dólares.

Através de uma página GoFundMe, Kaylee espera angariar a quantia necessária para fazer a cirurgia num futuro próximo. Um dos seus sonhos é perder a virgindade com o seu namorado Robbie – que afirma que não está interessado em sexo.

Quando falou acerca da sua relação, ela disse: “Conheci Robbie no meu último ano de faculdade. Ele achou-me gira então foi ter comigo e começámos a falar.

Demorou cerca de um mês para eu lhe dizer que tinha MRKH. Ele ficou confuso mas apoiou-me e disse que isso não mudava em nada a maneira como ele me via.

Ele nunca se focou na parte sexual da nossa relação. Estou nervosa para fazer sexo pela primeira vez depois da cirurgia porque não tenho a certeza se ela correrá bem ou se irá doer.”

Curiosamente, apesar de nunca ter tido período, o seu corpo ovula como o de qualquer outra mulher, só que em vez de sangue ela fica com cãibras e o sangue dissolve-se nos seus ovários.

Quando confrontada com a raridade da sua condição, eis o que ela disse:

“Era complicado no secundário e na faculdade, especialmente quando as mulheres falavam de período ou até de gravidez e de ter filhos.

Eu sempre me perguntei onde punha o tampão se o período me viesse mas na verdade nem via onde o haveria de meter…”

No entanto, Kaylee não desiste. Para além da cirurgia e de fazer sexo, ela planeia mesmo em começar uma família! Que tudo corra bem.

Se a quiseres ajudar, podes fazê-lo AQUI!