Mulher está a ser julgada depois de ter enviado 159 mil mensagens a um homem depois de encontro amoroso com ele

E pensavas tu que os teus antigos namoros eram chatos por te enviarem mensagens em noites de bebedeira, não é verdade?

Pois bem, a esteticista Jacqueline Claire Ades, de 33 anos de idade, está a ser julgada depois de ter sido acusada de invasão de propriedade, assédio e ‘stalking’, isto depois de ter enviado mais de 159 mil mensagens de texto para um homem com quem tinha tido um encontro amoroso.

Apesar das evidentes provas, a mulher declarou-se inocente perante o juiz responsável pelo caso…

Foi há um ano e meio que Jacqueline conheceu o homem em questão, um executivo numa multinacional, através de um website de ‘dating’. Os dois foram a uma festa e passaram a noite juntos em Phoenix, no Arizona. Para o executivo, aquela noite teve um fim bem claro. Para Jacqueline, no entanto, foi apenas o começo…

Frustrada com o fato de o homem não a ter contactado depois, Jacqueline passou a escrever freneticamente para ele. Eram 500 mensagens por dia, isto num período de 10 meses, sem interrupções. A esteticista foi detida em maio do ano passado.

Jacqueline chegou mesmo a invadir a casa da vítima e a tomar banho na banheira dele. Para além disso, também foi ao trabalho dele e revelou ser a sua “esposa”…

Inicialmente, as autoridades descobriram 65 mil mensagens enviadas por ela ao homem. O número já era considerado impressionante mas o aprofundamento da investigação chegou a um número ainda mais aterrador: foram 159.500 mensagens enviadas no total!

No processo, o executivo disse ter respondido a algumas das mensagens iniciais. Porém, com a insistência dela, ele deixou de responder. O número do telefone de Jacqueline foi bloqueado, mas ela conseguia sempre chegar ao alvo por meio de outros telemóveis.

Os textos variavam muito. Tanto passavam de um romântico “Amo-te” a coisas sem sentido do tipo: “Vou transformar os teus rins em sushi”. Enfim.

Felizmente, as autoridades competentes já estão em cima do caso.