Mulher diz estar exausta depois de ter tido sete “encontros de uma noite” numa semana

Quando o seu casamento de sete anos chegou ao fim, Nadia Bokody decidiu aproveitar ao máximo a sua vida de solteira e decidiu que queria ter sete encontro de uma noite numa semana. A escritora australiana disse ter ficado aborrecida com a sua vida desde o fim da sua relação, que se baseava em mandar vir comida e ver Netflix, e assim, quis mudar.

Depois de falar com uma colega de trabalho sobre a sua frustração, Nadia decidiu mandar mensagem a um conhecido para que fossem sair pela diversão. E foi assim que ela embarcou numa semana onde todos os dias foi sair com um homem, sem qualquer tipo de compromisso! No fim, ela admitiu estar “exausta”…

Nadia explicou: “Peguei no telemóvel e comecei a ver os meus contactos. Vi o Ryan. Giro. Não era o meu tipo, já tínhamos saído anteriormente e não tinha havido faísca mas desta vez, ele beijou-me e existia simplesmente demasiada tensão sexual. Foi muito bom. Foi também depois dessa noite que percebi que isto não era somente devido ao sexo.

É quase como que se uma emancipação, uma sensação de liberdade e de sentir desejos que nem sabia que tinha, especialmente desde o meu casamento falhado”.

Na noite a seguir, ela foi a uma discoteca e conheceu Ted, que lhe deu “um dos orgasmos mais rápidos da sua vida”. No dia a seguir, decidiu mandar mensagem a Matt, um tipo que ela tinha no Facebook e também consumaram o ato. Mas há mais: no dia seguinte decidiu falar com Lisa, uma mulher de negócios, que “tratou o sexo como uma refeição incrível que deve ser apreciada com toda a calma”.

Na terça-feira, esteve com Charlie e disse que esta era, com certeza, a sua “alma gémea sexual”. Steve, um homem do exército, foi o sortudo no dia a seguir e por fim, para completar a semana, esteve com um homem inglês, Ben, para a sua noite final de sexo. No final, Nadia admitiu estar verdadeiramente exausta:

“Deixar tudo o que sabia sobre amor, prazer e gratificação sexual na estranha segurança de pessoas não tão conhecidas assim que nada sabiam de mim nem da minha história permitiu-me voltar a ser eu, e isso foi o verdadeiro pote de ouro no fim deste arco-íris sexual”.

E esta?