Mulher com COVID-19 publica vídeo dos Cuidados Intensivos a avisar as pessoas: "Não cometam riscos"

Mulher com COVID-19 publica vídeo dos Cuidados Intensivos a avisar as pessoas: “Não cometam riscos”

Uma mulher de 39 anos de idade acabou por ir parar ao hospital de ambulância, sendo que dois dias depois de ter dado entrada no mesmo, foi diagnosticada com COVID-19. E directamente da cama do Hospital de Hillingdon, em Londres, a mulher partilhou um vídeo para as redes sociais, captado nos Cuidados Intensivos, a avisar as pessoas para não “cometerem riscos” e para pararem de fumar.

O vídeo acabou por ir ser partilhado pela irmã da mulher em questão e bem, o melhor é veres por ti…

Em conversa com o DailyMail, Tara, a paciente, disse: “É como ter vidro nos pulmões. É difícil de explicar mas cada vez que inspiro é uma batalha. É horrível e nunca mais quero voltar a passar por isto na minha vida. Estive doente durante cinco dias antes de ter sido encaminhada para o hospital de ambulância”.

“Originalmente, fui diagnosticada com uma infecção no peito e deram-me antibióticos, aconselhando-me também a tomar ibuprofeno e paracetamol. Andava a tomar oito ibuprofenos por dia e se calhar isso até piorou a situação. Quando me levaram para os Cuidados Intensivos, o objectivo era sedarem-me e manterem-me entubada porque o meu corpo não estava a aguentar mais e eu estava feita em cacos. Felizmente, consegui manter-me acordada mas precisei de seis litros de oxigénio. Agora que estou a melhor, encontro-me em um litro”, concluiu.

No fim, fez um apelo: “As pessoas têm de perceber que precisam de se isolar, é a única maneira”.

O que dizer?