Médicos no Canadá protestam porque lhes aumentaram o salário

Parece estranho, não parece? Normalmente, os protestos surgem quando os salários são diminuídos e não aumentados. Mas com os médicos no Canadá a situação foi assim. Foi no Quebec que muitos médicos protestaram contra o aumento salarial dado pelo estado.

É um caso difícil de crer mas a realidade é que todos fizeram honra ao seu juramento, colocando na máxima prioridade a sua missão na medicina em vez de colocarem a remuneração económica.

De acordo com o Washington Post, o argumento principal destes profissionais é que ganham demasiado dinheiro e existem outras pessoas a precisar dele.

Segundo isto, os protestantes afirmaram que as condições não são tão favoráveis para outros sectores relacionados com a saúde, como é o caso dos enfermeiros.

Foi no mês de fevereiro que a federação de médicos concluiu em conjunto com o governo que deviam dar um aumento salarial a mais de 10 mil especialistas em medicina, com um resultado positivo de 1.4%.

Assim, foram imensos os médicos do Quebec a criarem uma petição com a finalidade de refutar o aumento salarial que lhes foi atribuído. Já mais de 700 médicos, juntamente com estudantes de medicina, assinaram a petição, exigindo que se cancelem os acordos com a federação.

Parece incrível mas é verdade. Grande gesto!