Manny Pacquiao promete unir-se às tropas do seu país para lutar contra o Estado Islâmico!

Manny Pacquiao não é apenas uma lenda do boxe. Canta, é senador nas Filipinas, constrói casas para os pobres e agora quer ir mais longe ao ajudar os soldados do país nos campos de batalha!

Vestido como militar, Manny visitou as tropas do seu país na ilha de Mindanao, onde existe uma base de soldados filipinos que combatem o Estado Islâmico. Nesta zona, sofreram tristemente cerca de 630 baixas, entre soldados do ISIS, filipinos e civis.

E não penses que Manny veste o traje militar apenas para posar para as câmaras. Nada disso. Desde 2011 que ele é tenente coronel da reserva do exército filipino.

Durante a sua visita, ele disse:

“Vocês são uns autênticos heróis, não é Manny Pacquiao. Eu sou apenas um pugilista.”

Para além das baixas dos militares e da povoação na zona de Mindanao, existem cerca de 40 mil deslocados na zona, que tiveram de abandonar as suas casas devido à guerra.

Por eles, o tenente coronel prometeu:

“Espero voltar aqui e saudar-vos de novo quando o combate terminar e, se não tiver terminado, então irei aliar-me a vocês.”

Não há dúvida de que Manny é um ídolo no seu país. Com este tipo de acções e declarações, a sua popularidade aumenta cada vez mais. Apesar disso, ele tem alguns momentos menos bons com o povo, tudo por não esconder as suas ideias conservadoras, especialmente no que toca à sua relação com a homossexualidade.

Um ícone para as Filipinas!