O irmão de Pablo Escobar processou a Netflix devido à série Narcos!

O drama à volta da famosa série Narcos, original da Netflix, tornou-se ainda mais dramático do que a própria série!

Depois da morte a tiro de um assistente de produção de Narcos, o irmão de Pablo Escobar disse à Netflix que eles deviam mesmo contratar sicários durante a filmagem da série, só por segurança.

Carlos Munoz Portal, o assistente de produção, foi abatido a tiro numa área rural perto da Cidade do México, a 11 de setembro, enquanto procurava por locais para as novas filmagens.

Robert De Jesus Escobar Gaviria, com 71 anos de idade, está mesmo a exigir à Netflix que pague à sua companhia Escobar Inc. um bilião de dólares por terem utilizado o nome e a história do irmão sem qualquer tipo de permissão!

Gaviria foi o contabilista e braço direito de Pablo durante o seu império. Eis o que ele disse ao Hollywood Reporter:

“A Netflix está assustada. Mandaram-nos uma carta enorme a ameaçar-nos.

Agora, estamos a discutir com eles e a exigir 1 bilião de dólares. Se a nossa firma não os receber, vamos fechar aquela série pequenina.

Todos nós somos donos dos direitos de todos os nomes e até da marca Narcos. Eu não brinco com essas pessoas em Silicon Valley.

Eles têm os seus telemóveis e os seus produtos fantásticos, só que não sabem nada da vida e nunca sobreviveriam na selva de Medellin ou da Colômbia. Eu já fiz isso.

As mães deles nunca os deviam ter parido. É o que dizemos a pessoas como estas se elas viessem à Colômbia.”

Vai ser interessante ver como reage a Netflix a toda esta situação.

A julgar pelas palavras proferidas, parece-me que Gaviria e os seus amigos vão meter mesmo as mãos à obra caso a Netflix não lhes pague o que eles exigem.

Felizmente para a Netflix, e para os fãs de Narcos, a série mantêm sucesso, mesmo depois da storyline de Pablo Escobar!