Homem saiu de casa e foi viver para o meio do mato durante 10 anos, tudo para escapar à mulher…

Um jardineiro fugiu de casa e foi viver literalmente para o meio do mato, tudo para escapar à sua mulher e ao seu comportamento controlador e obsessivo.

Malcom Applegate, de 62 anos de idade, deixou a sua casa e esteve a dormir na floresta, próxima de um centro comunitário para idosos onde trabalhava como jardineiro.

Ele diz que ficou sem escolha e que teve de se fazer à vida, porque o comportamento controlador da sua mulher estava a intensificar-se de uma forma desmesurada. Agora, Malcolm mudou-se para Emmaus Greenwich, em Londres, uma casa para sem abrigos que ajuda a “reconstruir” vidas!

Ele disse: “Antes de me juntar à Emmaus Greenwich, era jardineiro em Farnborough há 25 felizes anos. Adorava o meu trabalho e a verdade é que foi desde o momento em que me casei que a minha vida se tornou uma confusão. Quando mais trabalhava, mais a minha mulher se irritava – ela não gostava que eu estivesse fora de casa por longos períodos de tempo”.

“O comportamento controlador dela começou a piorar e ela chegou mesmo a exigir que eu trabalhasse menos para que pudesse estar sempre em casa. Depois de algum tempo a suportar a situação pelo casamento, decidi sair de uma vez por todas…”, concluiu.

“Sem dizer nada a ninguém, nem à família, fiz as malas e fui-me embora. Ausentei-me durante 10 anos”, disse.

Malcolm passou uma década acampado no meio do mato, enquanto trabalhava como jardineiro num centro comunitário, isto antes de descobrir Emmaus: “Gostava da minha vida no campo mas quando ouvi falar da casa para sem abrigos, sabia que me encaixava melhor. Foi então à Emmaus Greenwich para uma entrevista e mudei-me para lá quase automaticamente”.

Depois dessa decisão, conseguiu mesmo entrar em contacto com a sua irmã pela primeira vez em 10 anos. Pelos vistos, eles mantêm uma grande relação hoje em dia!

Fez-se à vida e, felizmente, tudo correu bem.