Homem que foi o chefe de exorcismos no Vaticano durante 30 anos diz que já lidou com demónios 60,000 vezes

O exorcista do Vaticano Gabriele morth diz já ter lidado com mais de 60,000 exorcismos e explica que uma vez, lidou com um demónio que comunicava de forma perfeita em Inglês. O padre italiano, que foi o chefe dos exorcismos no Vaticano, tem agora um novo livro onde relata as suas experiências mais mórbidas, trazendo muitos detalhes do seu trabalho enquanto exorcista.

Uma história do seu livro é particularmente assustadora: o padre Amorth foi visitado por um jovem italiano em 1997, que foi acompanhado por um padre e por um tradutor. O homem que o visitou apenas falava italiano mas o espírito dentro dele falava perfeitamente inglês.

Quando o padre Amorth começou o exorcismo em latim, ele mencionou Jesus e nesse momento, o homem virou-se a ele e começou a gritar e a ameaçá-lo em inglês, tendo cuspido nele e inclusive tentado atacá-lo. No entanto, o demónio silenciou-se por um segundo quando o exorcista disse Praecipio tibi (“Eu comando-te”). Poucos minutos depois, o corpo do homem começou a levitar, tendo permanecido no ar antes de colapsar para uma cadeira…

O seu livro, The Devil Is Afraid Of Me, fala de muitas coisas da vida do padre, incluindo esse encontro horrível em 1997, bem como dos 60,000 exorcismos que ele fez durante mais de 30 anos de serviço.

O que dizer?