Homem que faleceu num autocarro na China testa positivo para o “hantavírus”



Um homem que faleceu num autocarro na China testou positivo para um vírus completamente diferente daquele que origina a doença do COVID-19 – aparentemente, o vírus em questão produz sintomas muito parecidos ao do coronavírus mas é mais fatal do que este.

A vítima em questão, oriunda de Yunnan, faleceu enquanto estava no autocarro a caminho do trabalho, de acordo com o que reportou o Global Times através do Twitter. Foi então explicado que o homem testou positivo para o “hantavírus” e que as outras 32 pessoas que iam no autocarro também foram testadas. Eis o tweet:

Consta-se que o vírus já entrou em circulação na China, depois de o país ter começado a levantar as estritas quarentenas devido ao COVID-19. A verdade é que os especialistas já vieram apontar que não se trata de um novo vírus e que é difícil que o mesmo se propague entre humanos. A Dra. Sumaiya Shaikh disse: “O hantavírus emergiu nos anos 50 na Coreia e propaga-se através de ratos, apenas se os humanos ingerirem os seus fluidos corporais. A transmissão de humano para humano é rara”.

No fim, a mesma médica disse: “Por favor não entrem em pânico, a menos que planeiem comer ratos”.

O que dizer?