Homem morre de COVID-19 depois de ter chamado a doença de “manobra política”

Um homem residente em Marion, Ohio, faleceu de COVID-19 depois de ter afirmado que a crise do coronavírus era uma “manobra política” e que a quarentena provocada por ela não passava de uma “m3rda”. John W. McDaniel, de 60 anos de idade, foi diagnosticado no final de março e morreu no dia 15 de abril. John publicou várias vezes no Facebook acerca do coronavírus e as suas publicações acabaram por circular bastante pela rede social.

Em 15 de março, o homem fez um comentário acerca de uma decisão do governador de Ohio, Mike DeWine, determinando a quarentena no estado, o que obrigava o fecho de lojas, bares e restaurantes: “Se o que estou a ouvir é verdade, que DeWine ordenou o encerramento de tudo, eu digo: M3rda! Ele não tem autoridade para isso. Se estás paranóico, não saias de casa mas não impeçam as pessoas de viver as suas vidas”, escreveu ele, de acordo com o Sun.

“A loucura tem que parar. Alguém tem a coragem de dizer que este COVID-19 é uma manobra política?”, acrescentou.

O funeral de John será realizado em breve transmitido aos familiares e amigos por streaming.