A estranha morte do homem que inventou o automóvel que é movido a água

Provavelmente não conheces nem sequer ouviste falar mas foi há cerca de 20 anos que morreu em circunstâncias misteriosas o homem que assegurou ter inventado um automóvel que se movia a água…

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

Stanley Meyer morreu repentinamente depois de ter comido num restaurante e ter saído a correr, dizendo: “eles envenenaram-me”. O mistério, todavia, envolve a sua morte, no dia 20 de março de 1998.

Depois de uma investigação, determinou-se que o homem morreu por um aneurisma, pois sofria da tensão.A verdade é que muitos dos seguidores de Meyer acreditam que ele foi assassinado para suprimir os seus descobrimentos.

O seu irmão Steve assegura que ele morreu no parque de estacionamento do restaurante, onde se tinha reunido com investidores belgas, que lhe fizeram uma oferta estonteante pela patente da sua invenção.

Steve também disse que, uma semana depois, esses mesmos investidores foram roubar a invenção do irmão.

A história da morte de Stanley correu o mundo desde essa altura mas a verdade é que evidências em concreto, não existem muitas. Confere:

Em reportagem a uma estação televisiva de Ohio, Meyer demonstrou como é que um carro podia andar movido a água. Stanley explicou que com 83 litros de água era possível ir desde Los Angeles até Nova Iorque!

Basicamente, a sua invenção funcionava à base de uma célula de combustão de água, com hidrogénio e oxigénio, sendo que o hidrogénio era queimado para gerar energia, reconstituindo as moléculas da água.

Eis uma entrevista de Stanley Meyer:

Posteriormente, a invenção acabou mesmo por ser acusada de fraude. Imagina só um carro mover-se a água…