Este homem utilizou uma GoPro para provar que andava a sofrer de violência doméstica por parte da sua mulher

Uma filmagem explícita de violência doméstica pode ser uma das provas mais concretas que existem contra um abusador num tribunal. Tendo noção disto, Michael, que fez parte do exército dos Estados Unidos da América, decidiu colar uma GoPro ao seu cinto para mostrar como é que a sua mulher o tratava constantemente.



Ele e a sua mulher, Corrine Novak, de 37 anos de idade, encontravam-se num processo moroso de divórcio, que ainda por cima envolvia a batalha pela custódia dos seus dois filhos gémeos, de 2 anos de idade. Michael tem alegado em tribunal que é vítima de violência doméstica mas não o conseguia provar com clareza. Por isso, lembrou-se de colar uma câmara a si e o resto foi história…

Aparentemente, essa ideia pareceu ter tido o efeito desejado, uma vez que conseguiu filmar perfeitamente o momento em como, a determinado dia, a mulher acabou por atacá-lo.

No vídeo, vemos Michael a desapertar o cinto a um dos seus filhos no banco de trás do carro quando subitamente, começou a gritar de dores quando a sua mulher o agarrou com força pelos testículos. Olha atentamente para o canto inferior direito do vídeo e perceberás onde estão as mãos dela.

Confere:

Michael disse: “Este foi um de muitos episódios. Tive de utilizar a câmara para provar o que ela andava a fazer ou pelo menos para provar a minha inocência. Foi o único motivo que me fez utilizá-la”.

Felizmente, graças ao vídeo, Corrine acabou detida…

Justiça!