Esta festa universitária estava tão “selvagem” que o ar dentro da residência acusou no balão…

Muitas pessoas já foram enganadas pelo teste do balão: apesar de terem bebido meia cerveja, acusaram no balão e tiveram de pagar a multa, o que pode ser uma situação chata.

A diferença neste caso é que uns jovens universitários beberam tanto mas tanto álcool numa festa que só o ar dentro da casa onde estava a decorrer a festa deu positivo para o nível de álcool, de acordo com o que reportaram alguns elementos das autoridades que foram lá controlar a ocorrência.

Os vizinhos decidiram chamar a polícia devido ao barulho de uma grande festa que ocorria na casa ao lado, onde pelo menos 70 pessoas se divertiram ao ritmo de música e muito, muito álcool.

Quando a polícia chegou, encontraram latas e garrafas de álcool espalhadas por toda a casa, muitas delas já completamente vazias.

Oito pessoas fecharam-se mesmo dentro de uma casa de banho para se esconderem das autoridades mas foram todos descobertos quando um rapaz saltou de uma janela do segundo piso para tentar fugir à polícia.

Os jovens na festa tinham todos idades compreendidas entre os 17 e os 20 anos. Surpreendentemente (ou não, a julgar pela quantidade de álcool que havia naquela casa), os aparelhos detectores de álcool que a polícia trazia consigo deram positivo para o álcool NO AR – 0,01 na escala, um registo que apesar de não representar perigo, surpreendeu toda a gente pois não é algo que aconteça com naturalidade.

6 pessoas foram consideradas culpadas, sendo que eram essas as que viviam na casa em questão. Agora, cada uma dessas pessoas foi acusada de 126 crimes por permitir a posse e a administração de álcool a menores de idade…

De acordo com o que foi reportado, essas 6 pessoas negaram-se a confessar à polícia como conseguiram bebidas suficientes para criar um ambiente com aquela magnitude.

Eles estavam todos inscritos na Universidade Americana, com sede em Washington DC, e eram todos membros da fraternidade Sigma Alpha Epsilon.

Que bu-ba-dei-ra.