Criança deixa o cão à porta de um canil para que o seu pai não o continue a maltratar



Ter um cão representa uma enorme responsabilidade: não se trata apenas de dar-lhe de comer e passeá-lo de vez em quando. Os animais devem receber todo o carinho e cuidado da parte dos humanos com quem vivem e quando um animal de estimação recebe maus tratos, o melhor é que saia dessa casa para encontrar um lugar onde seja realmente desejado e amado.

Esta história é triste mas também nos fala dos bons sentimentos de uma criança que prefere separar-se do seu querido animal de estimação a vê-lo ser maltratado pelo pai…

“Amigos de Lucho” é uma página no Facebook onde se partilham casos de animais que procuram abrigo e foi aqui que um pequenino identificado como Andrés e a sua mãe pediram colaboração das pessoas, porque o cão deles sofria de violência por parte do pai. A mãe manifestou mesmo que temia pela vida do cão, pelo que decidiram dar o cão para adopção antes que algo mais grave acontecesse.

Através de um texto escrito por ele mesmo, a criança da família enviou uma emotiva mensagem ao canil: “Chamo-me Andrés e tenho 12 anos e juntamente com a minha mãe, decidimos deixar às vossas mãos, e às escondidas do meu pai, o nosso cão. O meu pai maltratava-o e estava constantemente a agredi-lo, por isso, espero que possam ajudá-lo e que cuidem dele. Deixei aqui um peluche com ele, para que ele nunca se esqueça de mim”.

Atitude de homem grande.