Cientistas pensam ter descoberto a cura para a psoríase e ela passa pelas formigas-de-fogo

Estas podem ser notícias fantásticas para aqueles que sofrem de psoríase, porque os cientistas pensam ter descoberto uma maneira de ajudar a combater alguns dos seus dolorosos sintomas, e de uma maneira fantástica: utilizando o veneno das formigas-de-fogo!

Quem diria? Se pensares em meter veneno numa pele já por si irritada, provavelmente pensarias que o resultado era desastroso mas pelos vistos não é bem assim…

Alguns cientistas da Emory University of Medicine, em Atlanta, descobriram que ao darem a ratos de laboratórios um composto que vem do veneno da formiga-de-fogo, conseguiram curar inflamações na pele dos mesmos e até a comichão – dois dos sintomas mais comuns de quem tem psoríase.

A condição de pele, que de acordo com a World Health Organisation afecta 100 milhões de pessoas de todo o mundo, causa manchas e vermelhões na pele, mais frequentemente no cotovelo, joelhos, costas e até no couro cabeludo.

É tratado com cremes e, para algumas pessoas, é mesmo utilizada a fototerapia, que envolve a exposição da pele a certos tipos de raios ultravioleta.

No entanto, utilizando a parte tóxica do veneno da formiga-de-fogo, os cientistas descobriram que o rato em que realizaram o teste teve uma redução de 30% no que toca a irritação e comichão na pele, quando comparado com o grupo de ratos que não foi sujeito a este tratamento.

O professor de dermatologia Jack Arbiser disse: “Isto sugere que o composto pode ser utilizado em combinação com as abordagens que já existem”.

É claro que os ratos e os humanos são animais bastante diferentes mas a equipa espera mesmo que as descobertas possam ser expandidas e potencialmente utilizadas no futuro para ajudar as pessoas!