Cientistas conseguem evaporar água a partir de um som extremamente intenso

Cientistas conseguem evaporar água a partir de um som extremamente intenso

O poder do som foi posto à prova por um grupo de cientistas, que conseguiram que o volume de uma onda sónica fosse tão elevado que conseguiu evaporar um jato de água. É isto que acontece quando decides utilizar a ciência para “aumentar o volume”…

A equipa de investigação do Centro de Aceleração Linear de Stanford (SLAC) estava a experimentar um poderoso laser de raios-X e decidiram utilizá-lo para disparar altas frequências de energia sónica na direcção de um jato microscópico de água.

Acontece que a certo ponto, o pulso do som chegou a uma tal magnitude de pressão que fez com que as moléculas de água se evaporassem. Os cientistas partilharam um pequeno vídeo do momento exato em que a água se “partiu” devido à força sónica do raio…

A diferença aqui é que as ondas sónicas não destruíram as moléculas de água; simplesmente as aqueceram o suficiente até ao seu ponto de ebulição. Os cientistas publicaram a descoberta no Physical Review Fluids, onde explicaram que as ondas de som podem criar pressão suficiente para evaporar moléculas sem as desintegrarem.

O número de decibéis necessários para que isto acontecesse foi de 270. O quão forte é isto? Bem, para teres noção, um concerto mais estridente dos Motörhead bateu nos 130 decibéis. Só por aqui, dá para perceber…

Muito interessante.