A ciência confirma que segurar um peido faz muito mal à saúde

Quantas vezes já seguraste um peido? Seja para a tua namorada não se chatear contigo, seja para não ficares embaraçado perto de colegas de turma ou de trabalho, todos já o fizemos. Mas, aparentemente, aguentares um peido faz mal à saúde.

A ciência diz que não importa a situação nem o contexto: se o teu corpo quer expelir um peido, então deves encontrar uma maneira de o deixar ir.

O corpo está desenhado para eliminar o que não é útil, como é o caso dos gases, flatulências ou peidos, que são consequência do ar que entra e das bactérias no intestino grosso que decompõem certos alimentos durante o processo digestivo.

De acordo com o doutor Agustín Balboa, especialista do Centro Médico Teknon, em Barcelona:

“O gás forma-se pela interacção de alguns factores principais: as bactérias que todos temos no cólon e os restos da digestão dos alimentos que ali chegam, onde se formam as fezes; é uma situação de incomodidade intestinal que raramente se complica”.

O gás no teu intestino é uma mistura de diferentes elementos químicos: nitrogénio, hidrogénio, oxigénio, dióxido de carbono, metano e gases como o sulfeto de hidrogénio e alguns outros voláteis. Mantê-los no teu interior pode trazer consequências dolorosas para o teu abdómen.

De acordo com a ciência, o volume de gás produzido depende do tamanho do cólon, da flora intestinal e do tipo de alimento que é ingerido, independentemente de seres homem ou mulher.

Eis os problemas que podes gerar se segurares um peido:

– Dores abdominais

– Inchaço abdominal

– O cheiro sai mais intenso se o guardares durante muito tempo

– Problemas graves como peritonite

A verdade é que os gases encontram sempre maneira de sair, mesmo que os tentes manter no teu interior. Eventualmente, eles vão ser libertados.

Em geral, quando és jovem, aguentar os gases não traz um grande risco para o nosso intestino mas quando ficamos mais velhos, as coisas mudam.

A moral aqui é que não é necessário ter vergonha de algo tão natural…

Tudo pela nossa saúde!