Chegou uma nova praga de vespas assassinas gigantes que podem matar humanos

Estamos em maio mas já ficou confirmado que somos o saco de pancada de 2020. A sério, o que mais pode acontecer? Depois de a COVID-19 ter surgido de rompante deixando o mundo inteiro imobilizado, eis que temos outra praga iminente: vespas assassinas gigantes, caríssimos. A verdade é que esta é uma forma muito dramática de descrever esta espécie mas estes insectos voadores provenientes do continente asiático matam cerca de 50 pessoas por ano, de acordo com o que reportou o New York Times.

Estes abelhões têm o dobro do tamanho de uma abelha comum e o seu ferrão está carregado com uma neurotoxina que é capaz de causar paragens cardíacas e choques anafilácticos. Durante 201, o município de Ankang, na China, foi atacado por estes insectos e consta-se que estes causaram a morte de 41 pessoas em três meses.

O problema é que estas vespas asiáticas já se avistaram nos Estados Unidos, ainda que ninguém tenha percebido como é que cá conseguiram chegar. Agora, estão a causar uma forte preocupação entre os habitantes de Washington, região onde estes temidos insectos foram detectados. Um dos recentes atacados foi o apicultor Conrad Bérubé, que disse ao New York Times que foi picado recentemente em Vancouver. O homem disse que as picadas deixaram a sua pele em carne viva e mesmo os médicos que o socorreram disseram que era uma sorte ele estar vivo.

O problema é que esta espécie está a acabar com a população de abelhas, que são importantíssimas por cumprirem um papel essencial na natureza e agricultura do país. Assim, os entomólogos americanos estão em busca a uma grande escala destas vespas para evitar a sua multiplicação e consequente “apoderamento” do país.

O tamanho delas assusta:

Medo…