Ser careca pode ter um impacto severo na saúde mental!

Apesar de ser uma condição comum nos homens – cerca de 30% sofrem de calvice aos 30 anos de idade, sendo que essa percentagem chega aos 50% aos 50 anos da idade, a perda de cabelo pode ser traumática e potencialmente uma experiência…cara.

Pois é, parece que ser careca pode mesmo ter um impacto severo na tua saúde mental…

Todos temos aquele amigo que aos 20 e poucos anos de idade já está com umas entradas na cabeça qual pista de aeroporto e, a esse amigo, muita gente costuma dizer: “rapa isso tudo” ou “o melhor é cortares o mal pela raíz”…

Explicando isto de forma simples, a perda de cabelo é provocada por uma sensibilidade em demasia nos folículos capilares para uma hormona conhecida como di-hidrotestosterona (DHT) – que o corpo cria a partir da testosterona.

Claro que há outros factores que contribuem para a perda de cabelo, entre eles: stress extremo, trauma e ansiedade…

A verdade é que a Campaign Against Living Miserably (CALM) recebe inúmeras mensagens de homens afectados psicologicamente devido ao problema da calvice.

Supostamente, muitos homens podem sofrer de graves crises emocionais devido à falta de cabelo, que podem levar a níveis de auto-estima baixos e, consequentemente, à depressão. Como a calvice se trata de um elemento genético, muitos dos homens sentem-se impotentes e incapazes de poder fazer o que quer que seja, piorando a situação.

Assim, esta situação que à primeira vista parece ser inofensiva pode mesmo acabar por se tornar num problema. O Dr. Rassman, fundador do New Hair Institute, em Los Angeles, tem uma explicação antropológica para as percepções sociais dos homens carecas:

“Tens que reconhecer e voltar milhares de anos atrás na história para pensar nos eunucos, nos tempos egípcios. Eles ficavam sem testículos e a cabeça deles era rapada.

Dada a calvice e os níveis de testosterona elevados, isto tinha um efeito extremamente negativo neles, a nível psicológico.”

É também por isto que a ideia de não ter cabelo pode ser um conceito terrível para muitos homens jovens. Simplesmente porque, para quem padece disso, perder o cabelo pode até mesmo colocar em causa o conceito de masculinidade.

Claro que isto também depende da idade. De acordo com o doutor:

“Tem a tudo a ver com percepção. Quanto mais jovens somos, mais influenciados somos pelos pesadelos da nossa imaginação.

Quando envelheces, tornas-te mais lógico porque o córtex pré-frontal no cérebro desenvolve-se totalmente por volta dos 23-24 anos mas antes disso ainda não controlas tão bem algumas coisas – principalmente a nível emocional.”

A verdade é que há benefícios ao nível da saúde bem conhecidos pelo facto para quem é calvo, primariamente associado a um nível mais elevado de testosterona.

Estudos comprovam que os níveis mais elevados de testosterona estão associados a maior virilidade, desenvolvimento muscular e até na manutenção de um peso saudável.

Se tiveres um amigo careca, podes muito bem mostrar-lhe este artigo!