As previsões para o que vai acontecer ao planeta em 2050 não são nada boas…

O IKEA normalmente costuma estar associado à frustração de demorar mais do que é suposto para montar alguma peça de mobiliário mas a verdade é que a companhia sueca revelou algo ainda mais terrífico do que montar um conjunto de prateleiras KALLAX sozinho…

via GIPHY

De acordo com o que reporta o IKEA Group Sustainability Strategy para 2020, o mundo vai estar em grandes problemas. Donald Trump pode achar o aquecimento global um mito mas era capaz de mudar de opinião se lesse isto.

De acordo com a mesma fonte, o nosso planeta irá aquecer cerca de quatro graus Celsius até ao final deste século. Isto pode parecer bom: mais dias quentes, mais dias bons de praia. Bem, na realidade a situação é bem mais severa.

De facto, uma mudança de quatro graus terá “efeitos severos nos padrões climatéricos, disponibilidade da água e até na agricultura”. Se não estás bem a perceber, eis o que eles explicam: “Já perdemos cerca de metade das florestas do mundo e já degradamos cerca de 60% dos ecossistemas”.

Basicamente, se continuarmos a ignorar o óbvio, estamos mal. Muito mal.

E não só por causa do meio ambiente. O excesso de população também é um grande problema – actualmente, existem mais de 400 cidades no mundo com mais de 1 milhão de habitantes. Em 1900, apenas 12 cidades tinham essa característica. E a tendência será o aumento.

Estamos a ficar sem espaço. Estamos a ficar sem recursos. De acordo com este estudo do IKEA, a sociedade está a utilizar recursos que davam perfeitamente para satisfazer quase 2 planetas. Obviamente que isto não é um bom cenário.

E piora! Devido à escassez de recursos e ao aumento das temperaturas, estima-se que em 2030 – daqui a sensivelmente 13 anos – quase metade da população mundial vá viver em áreas escassas em água…

Ah, também estamos a ficar sem comida. Em 2050, a UN Food and Agriculture Organisation (FAO) estima que o mundo terá 9 biliões de habitantes e que os agricultores terão que produzir 70% mais de comida para satisfazer toda a gente.

Dá muito, muito que pensar…