As mulheres aumentam secretamente o aquecimento de casa e há uma razão por detrás disso

Toda a gente que já experimentou a bênção de um relacionamento que é viver em conjunto sabe que muitas vezes, as discussões pouco fundamentadas acabam por surgir. Quem devia ter lavado a loiça, quem devia ter estendido a roupa, porque é que o lixo não foi posto na rua, enfim, são cenários conhecidos.

Mas também há casais que estão constantemente em brigas devido ao aquecimento em casa: é aqui que a ciência entra, pois há especialistas que acham que isto tem uma razão de ser. Alguns experts da Corgi, uma empresa de aquecimentos, estudaram e chegaram à conclusão de que 1 em cada 3 casais discutem por causa do aquecimento. Queres mais? 4 em cada 10 mulheres aumentam o termóstato sem que o seu parceiro saiba…

via GIPHY

A Corgi diz que as casas, em média, encontram-se à temperatura de 20º. Celsius – cerca de 4,5 graus abaixo do que é o recomendado para uma mulher poder andar em casa de t-shirts e calções. Está cientificamente provado que as mulheres sentem mais frio do que os homens.

Devido a metabolismos diferentes, os homens e as mulheres têm experiências diferentes no que toca ao frio. O metabolismo mais rápido dos homens faz com que eles sintam menos frio, enquanto que os níveis mais altos de estrogénio nas mulheres chega mesmo a impedir o aquecimento interno corporal! Esta hormona aumenta a espessura do sangue ligeiramente, fazendo com que este chegue às extremidades um pouco mais devagar.

via GIPHY

Enquanto os homens e as mulheres têm basicamente a mesma temperatura interna – 37 graus Celsius – não é difícil perceber que o frio ou calor que sentimos nota-se particularmente nas extremidades do corpo, como os dedos das mãos e os dedos dos pés.

via GIPHY

O ideal é que os elementos do casal falem para que possam ajustar o aquecimento dentro de casa de maneira a que favoreça os dois…