As 10 armas nucleares mais poderosas já criadas: a Rússia tem a mais letal…

Alguns dizem que têm um autêntico arsenal caso se despolete uma guerra mundial; outros não dizem nada, mas sabemos que têm. Enfim, a questão aqui é que nós esperamos que não lhes passe pela cabeça usarem o poderio nuclear que detêm!

Para teres uma ideia, fica a conhecer a seguir as 10 armas nucleares mais poderosas já criadas até hoje…

10. Mark 14

Foi criado em 1954 nos Estados Unidos da América e, com um poder de 6.9 megatonelada de TNT, foi a primeira bomba termonuclear a utilizar combustível sólido. Só se fizeram cinco unidades deste modelo, sendo que era apenas um projecto experimental.

Depois de ter sido testado uma vez, foi constatado que o consumo era custoso e obsoleto, sendo que o projecto acabou por ser abandonado.

9. Mark 16

Uma verdadeira bomba de hidrogénio, que também acabou por ser deixada ao abandono. Tinha a potência de 7 megatons. Tal como o Mark 14, viu-se que não valia a pena continuar com o projecto devido aos consumos elevados…

8. B53/MK-53

Foi criada durante a Guerra Fria, com uma potência de 9 megatoneladas de TNT, em 1976. Trata-se de uma bomba termonuclear à base de urânio enriquecido e deutério de Lítio-6.

O seu lançamento fazia-se através de um avião, com cinco pára quedas sobre ele. Em 1997, a bomba deixou de ser utilizada.

7. Ivy Mike

Foi testado em 1951 e foi a primeira bomba de hidrogénio trazida por parte dos Estados Unidos. Com uma potência de 10.4 megatones, Ivy Mike é 700x mais poderosa do que a bomba lançada sobre Hiroshima.

Quando foi testada, numa ilha, deixou uma nuvem com mais de 17 quilómetros de altura, bem como uma bola de fogo de 5 quilómetros. também deixou uma cratera de 1.9 quilómetros e 50 metros de profundidade.

6. Mk 24

Testada nos Estados Unidos, foi um dos projectos com mais sucesso, sendo que foi produzido durante vários anos. Foram feitos diversos modelos, entre os 10 e os 15 megatones de TNT!

Para suavizar a sua queda, utilizava-se com ele um pára-quedas com 20 metros de diâmetro. Foi a primeira bomba a utilziar isótopos enriquecidos de Lítio-6.

5. Mk 17

Este foi o primeiro modelo a ser produzido em massa, por parte do Estados Unidos da América. Foram produzidas mais de 200 bombas deste tipo, entre outubro de 1954 e novembro de 1955.

O seu poderio chegava aos 20 megatones, algo idêntico a mil bombas de Hiroshima…

4. TX-21 Shrimp

Foi testado em 1945, nas Ilhas Marshall, EUA. Com uma potência de 14.8 megatoneladas de TNT, proporcionou uma onda radioactiva de 11 mil quilómetros…

3. B41

Entre 1960 e 1962, foram feitas 500 bombas deste tipo, sendo que a mais poderosa alcançou os 25 megatones. Algo como 500 mil bombas de Hiroshima, portanto…

2. MK-36

Foram feitas 940 unidades desta bomba termonuclear, com 10 megatoneladas de TNT. Foi em 1962 que a gama foi descontinuada após os americanos a terem passado a considerar obsoleta.

1. Bomba de Zar

Pois é, os russos ocupam o primeiro lugar desta lista com um verdadeiro monstro: 50 megatones de pura destruição. A potência desta bomba é cerca de 3500 vezes superior à da explosão em Hiroshima…

Russos a ser russos!