Este artista planeou dois encontros na mesma noite e acabou no hospital…

Cavalheiros, sabem que existem nos filmes aquela personagem galã que se dá ao luxo de sair com duas raparigas diferentes na mesma noite. Melhor, vocês próprios devem conhecer alguém capaz disto! A verdade é que estas tentativas muitas vezes dão para o torto.

Na história que te vamos mostrar a seguir, um artista planeou mesmo dois encontros na mesma noite e as coisas correram tudo menos bem, tanto que ele acabou no hospital!

Um utilizador do Reddit contou a todos a sua experiência, explicando que tentou mesmo ter dois encontros na mesma noite mas que correu tudo mal:

“Isto aconteceu-me há cerca de quatro meses. Depois de me ter divorciado, estava mal e assim tentei distrair-me ao sair com outras mulheres. Tinha todas as aplicações de dating no meu smartphone mas a minha confiança estava muito baixa na altura.

A minha esposa havia ficado com a casa e eu mudei-me para a casa de um casal recém casado que me alugou um quarto porque necessitavam de dinheiro. Trabalhava com o dono da casa, a renda era baixa, não me podia realmente queixar.”

“Já um pouco fartos da minha situação, esse mesmo casal arranjou-me um encontro às cegas, seguros de que me iam deixar feliz…

Assim, foi ao encontro com a amiga da minha companheira de casa, amigas próximas pelos vistos. Estava tudo a correr bem. Ficámos por um bar que tem todos os tipos de jogos de mesa a beber e a conversar só que, enquanto estava com ela, comecei a mandar mensagens a uma miúda que conheci no Tinder.

Já falava com ela há algum tempo e parecia que não ia resultar em nada, até àquela noite: ela convidou-me a sair mas eu já estava num encontro.”

“Bem, então decidi mandar mensagem à minha colega de casa, a perguntar pelo meu date, queria saber se eram muito unidas e mais alguns pormenores. Ela disse-me que não mas que pensou que nós fazíamos um bom casal e era também uma boa desculpa para me tirar de casa. O que ninguém sabia é que eu já tinha outro date em mente! Arranjei então maneira de escapar do meu encontro actual para ir ter com a rapariga do Tinder.

Paguei a conta do bar e disse à miúda que estava cansado, porque queria descansar. Depois demos um abraço incómodo, um beijo e um aperto de mãos e cada um foi para seu lado.

Não fui a casa mas sim a um bar que estava a cinco minutos dali, para me encontrar com a miúda do Tinder. Todavia, decidi mandar uma mensagem à minha colega de quarto a dizer que ia demorar e que ia chegar tarde a casa, tudo porque ‘o encontro estava a correr às mil maravilhas’. Foi aí que começou a asneirada.

Eu pensei que, como elas não eram amigas próximas, nem fossem mandar mensagem uma à outra. Acho que me enganei…”

“Pois bem, o meu encontro com a rapariga do Tinder estava excelente. Bebemos, dançámos muito e bem juntinhos. Um par de músicas e uns shots depois e já nos estávamos a beijar, foi tudo muito intenso. Aí, notei algo líquido e muito doloroso na minha cabeça.

Levei a mão à cabeça e vi que era sangue. A rapariga do Tinder só gritava. Olhei para trás e vi a miúda do encontro anterior, já pronta para se atirar à outra rapariga. Desmaiei.

Acontece que tinha acabado com uma garrafa de Corona na cabeça. Aparentemente, a minha colega de quarto mandou uma mensagem à rapariga do primeiro encontro, umas horas depois, a dizer: ‘Espero que estejam a passar um bom momento, que se prolongará até de manhã :)’…”

“Depois de mais umas mensagens entre elas, a rapariga do primeiro encontro convenceu a minha colega de quarto de que me tinha perdido depois do encontro e arranjou uma maneira de me rastrear o telemóvel. Malvada!

Foi assim que me encontrou. Chegou ao bar onde eu estava e assim que me viu a beijar outra, deu-me com uma garrafa na cabeça. Não vou fazer queixa dela, apesar de tudo. A rapariga do Tinder deixou de me responder às mensagens e a outra nunca mais me falou.

Resumidamente: tive dois encontros na mesma noite, levei com uma garrafa na cabeça que me fez terminar no hospital.”

Que filme…