Acompanhante de luxo masculino revela as coisas mais bizarras que já lhe foram requisitadas

Seja viajar pelo Mediterrâneo, seja fazer sexo em varandas, sejam sessões de bondage, este homem afirma esta a viver o sonho – e recebe milhares para o fazer. Quer seja a levar mulheres a jantar fora ou a dar-lhes a “experiência de um namorado”, o seu trabalho é, sucintamente, tudo o que as suas clientes quiserem.

Este acompanhante de luxo masculino, que preferiu proteger a sua identidade, afirma que sempre fora um “mulherengo” e que ser acompanhante de luxo dá-lhe a oportunidade de conhecer imensas, sendo que até aos dias de hoje, já teve mais de 300 clientes…

“Comecei isto há três anos. Sempre adorei mulheres e aventura. A certo dia estava a vaguear pela internet e pensei que pudesse experimentar a vida de acompanhante de luxo para conhecer algumas mulheres. Meti uma fotografia e uma descrição minha online e duas semanas depois tive a minha primeira cliente”.

“Num mês consigo fazer cerca de 12 mil euros, mas o mínimo é cerca de 3200. Só um amigo meu é que sabe o que eu faço, e eu tenho também um trabalho regular, por isso não é algo que eu diga a toda a gente assim. Nem a minha própria família sabe, o que pode ser difícil por vezes”, completou.

A verdade é que muitas mulheres não se importam de pagar para satisfazer algumas das suas fantasias mais desejadas…

Ele continuou a explicar: “Já dormi com mais de 100 mulheres durante o meu curto período de tempo como acompanhante de luxo. A coisa mais estranha que me foi pedida veio da parte de uma executiva que queria que eu aparecesse no escritório dela vestido de personal trainer. Ela queria uma experiência ao estilo ’50 Sombras de Grey’ no seu gabinete. Foi muito, muito divertido”.

“Ela queria ser dominada. Acho que por estar num cargo tão alto na sua empresa, ela está habituada a tomar sempre as decisões e normalmente, os outros dizem-lhe sempre que sim. Por isso, desta vez quis estar do outro lado. No total, foi uma sessão de três ou quatro horas”.

A verdade é que há algumas coisas que ele simplesmente não faz: “Uma vez, um tipo entrou em contacto comigo e disse-me que queria que eu fizesse sexo com a mulher dele enquanto ele cheirava os meus pés. Ele insistiu bastante comigo e eu tive de acabar por bloqueá-lo porque não queria MESMO fazer aquilo”.