8 coisas que deves saber para salvares a tua vida em situações de perigo!

Com tantos perigos iminentes no nosso dia a dia actualmente, é sempre bom saber o que fazer em momentos de emergência.



Além disso, algumas dicas de como agir em certas situações podem ser a chave para que não enfrentemos problemas ainda maiores. Eis de seguida algumas dicas que podem ser úteis para salvares a tua pele em determinadas ocasiões. CONFERE:

1. Em caso de explosão, deita-te no chão e abre a boca.

Exactamente: abre a boca. De acordo com o livro de Cade Courtley, ex-membro das Forças Especiais da Marinha dos EUA, a maior parte dos danos causados por bombas são internos. No momento da explosão, se o teu corpo está completamente selado, as vibrações e a própria pressão gerada pela bomba ficam presas dentro de ti, podendo causar danos fatais. Mas ao manter a boca aberta, podes evitar que os ferimentos sejam tão graves, já que ofereces uma “rota de saída” para a pressão. Em alguns casos, isso pode ser determinante para a sobrevivência.

2. Aprende a não hesitar.

Para muitas pessoas, isto não é nada fácil. Na hora de agir, se estamos muito assustados podemos ficar bloqueados e simplesmente não conseguir agir. No entanto, é importante tomar decisões rápidas e agir da maneira necessária no momento certo. Muitas vezes sequer devemos pensar se as nossas decisões estão certas ou erradas – o que não podemos, nestas ocasiões, é ficar parados.

3. Levanta a cabeça em caso de perigo e mantém a calma.

Na maioria das situações de perigo, costumamos olhar para baixo e apressar o passo sem pensar. Entretanto, fazendo isso acabamos por passar uma sensação de vulnerabilidade, tornando-nos presas em potencial. Por isso, o mais indicado é que quando identificares algo ou alguém que te possa oferecer riscos, levantes a tua cabeça e mantenhas o perigo na tua visão periférica.

4. Conhece pelo menos 3 saídas do sítio onde te encontras.

Esta é mais uma dica baseada na publicação do benjaminmcevoy.com, que cita o livro de Cade Courtley. O ex-membro da Marinha diz que, em qualquer lugar onde estejas, é importante ter em mente pelo menos três saídas. Desta forma, em caso de emergência, não ficarás perdido a procurar as saídas de emergência, e saberás exactamente para onde começar a correr. Isso pode fazer com que ganhes alguns minutos importantes.

5. Certifica-te sempre de que não te esqueceste dos teus pertences básicos antes de sair de casa.

Cria o hábito de te perguntares, antes de sair de casa, se levas tudo o que precisas. Mas mais importante é teres a certeza de que não te estás a esquecer de pertences básicos como a tua carteira, chaves ou o telemóvel carregado. Dentro da carteira é importante que tenhas algum documento de identificação, para ajudar no teu reconhecimento caso algo aconteça contigo. Além disso, o teu telemóvel pode ser extremamente importante para chamar ajuda durante uma emergência- talvez a tua vida, ou a vida de alguém, dependa de uma chamada tua.

6. Aprende a prender a respiração.

Suster a respiração pode ser crucial para a tua sobrevivência, por exemplo, em casos de incêndio ou acidentes na água. Quando um sítio pega fogo, muitas pessoas acabam por morrer devido à inalação de fumo e não directamente pela acção do fogo. Por isso, ter o hábito de ficar calmo e prender a respiração é extremamente importante, e podes praticá-lo em casa.

7. Pede desculpas se esbarrares em alguém.

Quantas vezes já esbarraste em alguém enquanto estavas a andar na rua, principalmente em vias muito movimentadas? Por vezes até nos esquecemos de pedir desculpa por esses encontrões, mas é importante que sejamos gentis e peçamos perdão. Isto porque nunca sabes com quem estás a lidar. Não sabes se a pessoa do outro lado está armada ou se é um criminoso. Por isso, sê cortês e tenta não provocar alguém cuja reacção desconheces.

8. Como escapar de um carro que está a afundar…

Esperemos que nunca passes por uma situação desta natureza, mas se algum dia te vires num carro que está a afundar, a primeira coisa que deves fazer é tirar o cinto de segurança. Pode parecer óbvio, mas em momentos de desespero podemos esquecer-nos dos procedimentos mais simples. Depois disso, tenta abrir a janela do teu carro da maneira convencional – parti-la só mesmo se for realmente necessário. Isto é importante pois a pressão da água provavelmente fará com que a porta fique bloqueada, mas isso muitas vezes não acontece com o vidro!