10 sinais de que andas a agasalhar demasiado o malaquias

Não adianta dizer que não espancas o palhaço, porque todos sabemos que sim. A verdade é que a masturbação para muitos ainda é tabu, mas em pleno século XXI devemos considerar a masturbação um processo extremamente natural e normal.

Mesmo sabendo dos prazeres que advém da masturbação, é importante que saibas que também ela pode ter repercussões negativas na nossa vida. Fica em baixo com 10 sinais de que andas a tocar demasiado ao bicho!

1. Ejaculação

Para os rapazes, masturbar-se demasiado faz com a ejaculação se torne mais difícil. Isso acontece porque o organismo não tem o tempo necessário para reabastecer os fluidos necessários para uma ejaculação adequada.

2. Satisfação

Quando o homem se masturba demasiado, o seu organismo acaba por se adaptar àquele tipo de satisfação, fazendo com que durante o sexo, propriamente dito, seja mais difícil manter o pénis ereto e conquistar o tão desejado prazer.

3. Efeitos psicológicos

A questão aqui é que quando uma pessoa começa a masturbar-se regularmente acaba por se sentir culpado por fazê-lo. Se esse for o teuu caso, a solução aqui é apenas ficar tranquilo em relação ao ato e tentar praticar menos vezes por dia.

4. Cérebro

Alguns estudos apontam que a masturbação excessiva pode auxiliar no aparecimento de tumores e doenças cerebrais. Apesar de não ser comprovado, acreditamos que o ideal é não exagerar na dose. Afinal, “mais vale prevenir do que remediar”, ainda para mais quando se tratam de consequências sérias.

5. Perda de cabelo

Bem, desde que na tua família não haja histórico de perda de cabelo, seria interessante observar se com o aumento ou redução da prática da masturbação o teu cabelo irá cair mais ou menos. Experimenta!

6. Efeitos sociais

A masturbação pode, observe PODE, estar ligada à falta de habilidades sociais, isso quer dizer que muitas vezes as pessoas que praticam em excesso podem não ter outro tipo de válvula de escape. Por exemplo, se não tens atividades quotidianas, amigos com quem sair para te divertires e conversares, assim como as pessoas que estão a passar por problemas financeiros ou de auto-estima, pode acarretar em um certo abuso da “brincadeira”. E o inverso acontece com aquelas pessoas que tem coisas demais para fazer, acabam por não se masturbar nem a quantidade necessária.

7. Vício

Assim como praticamente tudo na vida, existe a possibilidade de te viciares em masturbação. E como qualquer outro, esse é um vício muito difícil de se livrar. Por isso é importante manter o equilíbrio e a paz de espírito.

8. Excesso

O excesso é sempre um pecado, não interessa muito em quê, mas o caso da masturbação, fazer demais algumas vezes acarreta em inchaço da região genital e dificuldades em urinar. É muito importante que, para que isso não aconteça, te masturbes com as mãos limpas e no máximo duas vezes por dia.

9. Viciados em sexo

Uma boa parte das pessoas que se masturbam e se viciam no ato, também se podem tornar viciadas em sexo. Só que, como já foi referido acima, quem se masturba demais desenvolve dificuldades em alcançar o orgasmo, acarretando na não satisfação própria, nem do parceiro.

10. Masturbação vs drogas

Em casos mais sérios, quando a masturbação já não satisfaz mais as necessidades da pessoa, as chances de ir atrás de algo que a faça sentir prazer é muito grande, e isso torna-se muito perigoso porque a pessoa vai atrás de coisas mais pesadas, como as drogas. No fundo é como se de uma bola de neve se tratasse.

Pois é, após saber tudo isto, é muito importante observar a quantidade, frequência e as maneiras como te masturbas. Praticar esse ato é importante, necessário e satisfatório, todos deveriam dar a chance de se conhecerem e de se darem prazer. Mas alguns cuidados valem a pena, para que problemas maiores não aconteçam.