Vegans matam dois leitões durante um protesto, de acordo com uma agricultora


 

Um grupo de vegans foi acusado de ter matado dois leitões depois de terem feito um grande protesto numa quinta perto de Lincolnshire.

Sylvia Hook, uma agricultora que gere aquela quinta, diz que 200 pessoas decidiram ir até Sandilands Farm com o intuito de protestar contra as condições do local e recusaram-se a sair da quinta até que a imprensa aparecesse. Acontece que de acordo com ela, este protesto acabou por provocar a morte de dois leitões seus…

Quando falou com a imprensa local, ela explicou: “Este protesto por parte de um grupo de vegans causou a morte de dois pequenos porquinhos, que foram literalmente espezinhados. É ridículo eles chamarem-se ativistas pelos direitos dos animais e terem sido eles a causar mortes aqui hoje, é mesmo surreal”.

“Não há nada de errado com aquilo que fazemos nesta quinta. É uma quinta normal e perfeitamente legal”, concluiu Sylvia. No entanto, aqueles que protestaram negaram veementemente terem matado os animais.

Chris Hines, que também se encontrava entre os protestantes, disse: “A menos que consigam dar evidências definitivas de que os porquinhos morreram por nós, ativistas, termos estado lá, permanecemos inocentes”.

Sylvia, a agricultora, que gere toda a quinta com o seu marido Mick, explicou mais: “Vieram cerca de 200 pessoas para aqui chamar-me de assassina porque estou a criar porcos que posteriormente vão ser comidos”. Explicou també,m que alguns dos protestantes causaram traumas a alguns dos leitões da quinta devido a toda a azafama.

O que dizer em relação a esta história?