Vegan volta a comer carne depois de o seu corpo “ter ido abaixo”


 

Uma mulher decidiu desistir da sua dieta vegan e voltou a comer carne. Ela explicou que a dieta que se encontrava a fazer deixou-a com rugas, muitas variações de humor e uma libido baixa.

Com 39 anos de idade, Mariela Stewart, oriunda do Texas, foi vegan durante seis anos, na esperança de que essa nova dieta a ajudasse com os seus problemas digestivos. Mariela conta que acabou por perder muito músculo, ganhar peso, ficou com o cabelo mais frágil e até com uma libido baixa. Ela diz que até a pele dela começou a ficar envelhecida e com rugas e por isso, decidiu voltar atrás na sua decisão…

Mariela diz seguir agora uma dieta cetogénica e diz que já perdeu peso, ganhou massa muscular e ficou com uns dentes e com um cabelo muito mais forte. Para além disso, diz que dorme muito melhor do que dormia há uns tempos.

“Antes do veganismo, seguia uma dieta baixa em hidratos que me trouxe muito sucesso e ajudou-me a recuperar de três gravidezes. Tornei-me vegan devido a alguns problemas digestivos, vi um documentário onde diziam que essa dieta podia ajudar e comecei”, explicou.

“Primeiro, senti-me melhor mas passado algum tempo, os meus problemas iniciais voltaram ainda com mais força. Fiz todas as variações possíveis de uma dieta vegan mas o resultado foi o mesmo – perdi músculo, o meu cabelo estava fraco, as minhas unhas também e a minha pele envelheceu imenso”.

“Para além das minhas flutuações de peso, tinha muitas variações de humor e tinha de me restringir imenso em termos calóricos para ver mudanças mínimas”, frisou Mariela.

Ela explicou que seguiu a sua intuição e começou a ouvir o seu corpo, daí ter deixado a dieta vegan. Agora, Mariela espera educar os outros acerca de nutrição para que cada um consiga fazer a melhor escolha para si no que toca a alimentação.

Com a sua nova dieta, ela explicou: “Perdi gordura e ganhei músculo, durmo muito melhor, a minha digestão é melhor, sinto-me mais satisfeita quer em termos físicos, quer em termos mentais. Tenho mais energia para aguentar os dias, mesmo sem cafeína: em geral, sinto-me mais feliz”.

Ela está bem em forma…

O corpo é que manda.