Toxicodependente ficou às portas da morte depois de ter mastigado o seu próprio mangalho

Um homem foi encontrado em condições críticas, numa autêntica piscina de sangue, depois de alegadamente ter mastigado o seu próprio pénis quando estava sob o efeito de drogas pesadas. Thomas James Franklin, de 37 anos, vive em Newark e está agora a recuperar no hospital depois de aquilo que os investigadores descreveram como “uma maratona de cinco dias em metanfetaminas”, que acabou com o homem a arrancar os próprios genitais com os dentes.

De acordo com uma mulher de 31 anos, supostamente a namorada dele, ele “fumou tudo o que tinham” e começou a “agir de forma estranha”. Ela conta que Thomas falava com o próprio pénis e mandava o mesmo calar-se. A certo ponto, ele chegou mesmo a ameaçar o seu malaquias e a dizer-lhe para o deixar sozinho.

A mulher continua: “Ele disse que tinha o demónio na pila e, para o tirar, decidiu morder o próprio pénis, arrancando-o e mastigando-o”. Ela chamou o 112 quando viu a quantidade de sangue que Thomas estava a perder. Rapidamente ele foi transportado para o Saint Michael’s Medical Center, onde os médicos o conseguiram estabilizar de forma incrível.

Apesar de tudo, ele viverá o resto da sua vida sem pénis…

A metanfetamina é uma droga potente e extremamente viciante, que tem ganho uma reputação muito má nos últimos anos. As pessoas que a consomem têm surtos psicóticos violentos e já não é o primeiro caso de auto-mutilação que ocorre devido ao uso da droga.

Em setembro de 2016, um homem oriundo da Flórida também foi hospitalizado depois de ter cortado os seus genitais para os dar de comer a crocodilos…

FONTE: World News