Sniper britânico alveja talibã em movimento a 1600 metros


 

Um ex-soldado das forças especiais SAS, e também escritor, Andy McNab, falou acerca de um episódio em que um soldado da Armada Britânica conseguiu matar um alvo em movimento a uma distância absurda de quase dois quilómetros.

McNab teve também ele uma longa carreira militar, sendo que passou tempos muito difíceis de tortura no Iraque e liderou a famosa misão “Bravo Two Zero”, sobre a qual acabou por escrever um livro de sucesso. Recentemente, ele esteve à conversa com o Daily Star e acabou por falar de algumas aventuras…

O ex-soldado de 59 anos de idade explicou: “As visitas ao Irão e ao Afeganistão eram constantes. Por lá, conheci um tipo com cerca de 19 anos, pertencente ao regimento real da Princesa de Gales que com um tiro com uma sniper 0.50, conseguiu abater um talibã em movimento a 1.6 quilómetros de distância, o que é fantástico, verdadeiramente fantástico”.

A verdade é que só a falar da situação, parece algo realmente muito, muito difícil de fazer. Muitos teriam dificuldade sequer em chegar perto do alvo, quanto mais atingi-lo à primeira com sucesso. Quase dois quilómetros não é brincadeira nenhuma.

McNab disse que assistiu a esta absurda “prestação” enquanto se encontrava no Afeganistão, corria o ano de 2010. O soldado em questão, de acordo com quem estava a contar a história, teria de estar a mirar para o “centro de massa” do alvo para conseguir ter uma hipótese remota de acertar.

Incrível.