Seres teimoso e obstinado faz-te viver mais tempo, de acordo com um estudo

É justo dizer que quase todos nós queremos viver o máximo de tempo possível. E há boas novidades para algumas dessas pessoas, especialmente para as contempladas com uma boa pitada de mau feitio. Acontece que a teimosia e a obstinação, aliadas a uma forte ética de trabalho, podem ser a chave para viver mais uns aninhos.

Um novo estudo examinou os níveis físicos e mentais de um grupo de italianos com idades compreendidas entre os 90 e os 101 anos e constatou que existem similaridades surpreendentes entre eles, de acordo com o que reporta o Independent.

O estudo foi publicado no International Psychogeriatrics e concluiu que os participantes mais velhos presentes no estudo demonstraram um melhor estado de saúde mental do que os mais novos membros da família deles. Alguns cientistas da Universidade de San Diego e da Universidade de Roma “La Sapienza” inquiriram 29 pessoas que viviam no sul de Itália, em vilas remotas.

Como comparação, acabaram por fazer perguntas a membros mais novos das famílias dos participantes, pedindo-lhes que descrevessem as personalidades dos idosos em questão. Acontece que os parentes que mostraram ter uma personalidade mais teimosa e resiliente parecem ser aqueles que mais tempo vivem.

Aparentemente, os investigadores explicam que eles vivem mais tempo com estes traços psicológicos porque toda essa obstinação e teimosia faz com que as pessoas se preocupem menos com a opinião dos outros.

Para obterem resultados mais fiáveis e concretos, o professor Dilip V. Jeste, autor do estudo, em conjunto com a sua equipa, têm o plano de prosseguir os estudos longitudinalmente, para perceber como é que a saúde biológica dos participantes se compara com a sua saúde física e psicológica.

E tu, consideras-te teimoso/a?