, ,

Reclusos portugueses exigem prostitutas grátis e álcool para as festas de aniversário

Pois é, parece que estamos aqui perante uma nova tendência, correto? O facto de um grupo de reclusos de uma prisão em Paços de Ferreira terem feito uma grande festa, que inclusive veio parar a público devido a vídeos e até transmissões em direto, fez com que agora, o resto dos reclusos do país reclamasse pelos “seus direitos”…

Para os mais desatentos, é importante salientar que um grupo de reclusos em Paços de Ferreira decidiu montar mesas no corredor da prisão de alta segurança e filmou a festa de anos daquele que é, supostamente, um traficante de droga. Informações dadas recentemente confirmaram que só havia um guarda para 374 presos.

Agora, e com o “backlash” do sucedido, uma série de reclusos portugueses têm dado a cara e exigem mesmo que as suas festas de aniversário sejam regadas a álcool e acham mesmo que merecem ter direito a prostitutas (das boas). Tudo isto grátis, como é óbvio, porque a vida está cara.

De acordo com o “porta-voz” dos reclusos de um estabelecimento prisional em Lisboa, “nenhum recluso é menos do que o outro”. Eles quiseram dar a entender que se estão todos no mesmo nível da sociedade, têm de ter os mesmos direitos e salientaram que “os aniversários só acontecem uma vez num ano”.

Ainda ninguém responsável se manifestou perante o sucedido, no entanto…


 
Nota: Artigo satírico / humorístico que tem o objectivo de fazer rir. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional. Qualquer semelhança com a realidade é apenas coincidência.