Quem tem gatos é mais inteligente do que quem tem cães, de acordo com um estudo


 

És mais uma pessoa de cães ou de gatos? Esta é uma questão importante e com a capacidade de arruinar primeiros encontros e até, em casos mais extremos, casamentos. A lealdade a cães ou a gatos é quase como uma religião que muitas das vezes acaba por ser passada para as gerações seguintes, verdade?

E se te dissermos que um estudo realizado recentemente permitiu concluir que as pessoas que têm gatos mostraram mesmo níveis de inteligência e intelectualidade maiores do que aquelas que têm cães? O melhor é leres…

O psicanalista Steve McKeown, fundador do MindFixers e dono da McKeown Clinic, explicou à imprensa:

“Um estudo com 600 estudantes universitários levado a cabo por Denise Guastello constatou que as pessoas que gostam mais de cães são mais sociais e as pessoas que gostam mais de gatos são mais sensíveis e têm uma mente mais aberta. Também se notou que as pessoas que têm gatos não eram menos neuróticas do que as pessoas que têm cães.

As pessoas mais inclinadas para os gatos têm tendência para não se conformarem com as situações e são vistas como pessoas que lutam por aquilo em que acreditam, independentemente do que as outras pessoas possam pensar. Para além disso, também conseguiram uma pontuação maior em testes de inteligências do que as pessoas que têm cães e mostraram inclusive ser mais educadas, na generalidade”.

Curiosamente, as estatísticas relativas aos Estados Unidos da América mostram que 36.5% das casas americanas têm um cão, enquanto que apenas 30.4% têm um gato. Viu-se também que de forma geral, as pessoas que têm gatos são, por norma, mais instruídas em termos académicos do que as pessoas que têm cães.

E tu, tens algum cão ou gato?