Prostituta agredida após perguntar ao cliente “se já estava lá dentro”

É um caso insólito mas aconteceu mesmo. Foi em Lausanne, na Suíça, que uma prostituta foi agredida depois de, em plena relação sexual, ter perguntado ao seu cliente se o pénis “já estava lá dentro”.

Nádia Meireles é o nome da prostituta em questão, uma emigrante portuguesa que se encontra em Lausanne em busca de melhores condições de vida. Em mais um dia de labuta, Nádia foi contactada por um cliente, Éder. Era a primeira vez de Éder com a prostituta em questão, pelo que o acto ia ser consumado num motel.

Depois de despir as calças, Nádia ficou pasmada com a falta de volume do pobre Éder: “quase que crescia para dentro, foi muito mau”, explicou. Depois de uma tentativa quase falhada de sexo oral, de acordo com ela, eis que chegou o momento da penetração. Ao constatar que Éder estava visivelmente cansado de tanto esforço e de tanto “entra e sai”, ela teve a infeliz ideia de perguntar:

“Já o meteste cá dentro?”

Assim que ouviu Nádia a falar assim do seu pequeno mas trabalhador mastro, Éder sacou-a para fora e deu-lhe um chapadão na cara, atirando de imediato a prostituta para o chão. No fim, voltou a atirar com violência Nádia para cima da cama, tendo-lhe dado com o malaquias na testa – algo que, a julgar pelas palavras dela, não deve ter doído assim tanto.

Nádia Meireles explica que a pergunta que fez não teve maldade nenhuma e que só queria de facto saber se o mini barrote de Éder já estava lá dentro ou não. Ainda assim, ela não quer deixar o assunto morrer e tenciona mesmo fazer queixa do homem que, para além de a ter agredido, ainda lhe deu com o pénis na testa…

Nota: Este é um artigo de carácter humorístico/satírico com o objectivo de fazer rir. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.