Professora é condenada a 10 anos de prisão depois de ter tirado a virgindade a um aluno


Yaira Tanies Cotto Flores, de 29 anos de idade, foi condenada a 10 anos de prisão depois de ter tido relações sexuais com um aluno de 14 anos, tudo num motel em San Lorenzo, Porto Rico.

De acordo com o processo, o jovem menor de idade era virgem e foi a sua professora de inglês que lhe tirou a virgindade. O estudante explicou mesmo em tribunal que foi Yaira que o ensinou a colocar um preservativo, de acordo com o que reporta o jornal local Notícias Xtra.

O menor afirmou também que a professora pagou um tratamento para o problema de acne que ele tinha, sendo que também lhe ofereceu uns headphones e um relógio Bulova. Como se não bastasse, ambos falavam regularmente por telemóvel e a professora enviada “nudes” de forma constante.

Eles acabaram por se envolver sexualmente em março de 2016. Em abril do mesmo ano, Yaira foi descoberta e o caso acabou por ir a tribunal, sendo que a sentença acabou por sair: 10 anos de prisão. Depois do cumprimento da mesma, ela será supervisionada pela Justiça durante mais 8 anos.

O que se anda a passar com as professoras?