“Podes bater na tua mulher se ela negar sexo, mas não mais do que 10 vezes”, afirma clérigo muçulmano


 

Parece existir um contraste bem delineado entre as doutrinas islamitas e os direitos humanos, não é verdade? Agora, um clérigo muçulmano gerou muita controvérsia depois de ter ido para a televisão dizer, durante uma entrevista, que é justo um homem bater na sua esposa se ela lhe negar sexo.

Ele explicou que um homem tem o poder, de acordo com o Corão, para disciplinar a sua mulher ao bater-lhe em qualquer parte do corpo excepto a cara. Ouve um bocadinho do que disse o clérigo, numa publicação partilhada no Twitter por Laila Ijeoma:

De acordo com ele, um homem pode bater na sua mulher se ela lhe negar sexo, mas não mais do que 10 vezes, sendo que esse é o “limite”.

Surreal.