Pénis pequenos eram sinal de inteligência e de auto-controlo nos tempos da Grécia Antiga

Pénis pequenos eram sinal de inteligência e de auto-controlo nos tempos da Grécia Antiga

Muita gente diz que o tamanho não interessa mas pelos vistos, nos tempos da Grécia Antiga significava tudo. Especialistas revelaram que os membros dessas antigas civilizações preferiam ter um pénis pequenino, porque supostamente ter um pénis pequeno “era um sinal de inteligência e de muito auto-controlo”.

Em conversa com a Vice, alguns investigadores disseram que os gregos viam um órgão sexual pequenino como um grande sinal de elegância. “Na Grécia Antiga, um humano com uma genitália grande, especialmente a masculina, era considerado grotesco e inclusive motivo de chacota”.

A verdade é que esta quase obsessão é evidente nas estátuas gregas, onde os homens são muitas vezes representados com um material muito modesto, como podes conferir…

Tudo isto remonta ao 8º. século A.C, sendo que a ideia permaneceu durante mais 1,100 anos, de acordo com o Dr. Timothy McNiven, investigador na Ohio State University. Para além de beleza, os gregos viam as pichas pequenas como um sinal de modéstia e de auto-controlo. Consta-se que na Grécia Antiga, um órgão sexual masculino maior estava mais associado aos animais, que seguiam o instinto acima de tudo o resto.

Surpreendidos?