Parece que a Coreia do Sul rebentou com um dos seus soldados após um teste nuclear!

Já sabem como funciona o sistema por aquelas bandas. Coreia do Norte, Japão, Coreia do Sul, são todas zonas que têm estado sob estado de alerta.

Na semana passada, o Japão confirmou que um Intercontinental Ballistic Missile (ICBM) da Coreia do Norte foi parar às suas águas, num teste ordenado por Kim Jong-un.

Os Estados Unidos da América também andavam a testar um míssil similar, aparentemente. Assim, levaram dois B-1B sobre a Península da Coreia, como sinal de força.

E agora foi a Coreia do Sul, que também fez um teste com mísseis só que com consequências trágicas. No vídeo, podemos ver o míssil a atingir o alvo com uma precisão incrível mas, depois disso, uma pessoa é vista na entrada do túnel…

Quando o Hyunmoo Missile II aterra, o fogo e o fumo invadem o túnel e, a ver pelo vídeo, parece que o míssil também levou o guarda que lá se encontrava.

O assunto tem sido comentado, claro está, e há quem afirme que aquilo não era um guarda mas sim um manequim, colocado ali para mostrar o impacto devastador do míssil.

Uma fonte próxima do presidente sul-coreano afirma que os mísseis serão “uma peça chave” caso seja necessária contra-atacar qualquer tipo de investida por parte da Coreia do Norte.

Também os EUA lançaram o seu míssil Minuteman III da California’s Vandenburg Air Force para a Coreia do Norte, sendo que agora eles mostraram ser capazes de conseguir atingir Nova Iorque com um míssil.

Foi o quarto teste de míssil por parte dos Estados Unidos da América este ano, sendo que a Coreia do Norte já testou 14 em 2017.

Uma brincadeira, para eles…